quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

LITURGIA

A liturgia é a celebração do Mistério Pascal de Cristo. Em volta deste núcleo fundamental da nossa fé, celebramos no Ano Litúrgico a memória do Ressuscitado na vida de cada pessoa e comunidade.
O Ano Litúrgico "revela todo o mistério de Cristo no decorrer do ano, desde a encarnação e nascimento até à ascensão, ao pentecostes e à feliz expectativa da feliz esperança da vinda do Senhor" (SC 102). Ele assim nos propõe um caminho espiritual, ou seja, a vivência da graça própria de cada aspecto do mistério de Cristo, presente e operante nas diversas festas e tempos litúrgicos.
Em síntese, através do Ano Litúrgico, os fiéis fazem a experiência de se configurar ao seu Senhor e dele aprenderem a viver "os seus sentimentos".
A liturgia nos ritmos do tempo
O Ano Litúrgico não apenas recorda as ações de Jesus Cristo, nem somente renova a lembrança de ações passadas, mas sua celebração tem força sacramental e especial eficácia para alimentar a vida cristã. Por isso, o Ano Litúrgico é sacramento e, assim, torna-se um caminho pedagógico-espiritual nos ritmos do tempo.
Como a vida, a liturgia segue um ritmo que garante a repetição característica da ação memorial. Repetindo, a Igreja guarda a sua identidade. Para fazer a memória do mistério, a liturgia se utiliza de 3 ritmos diferentes: o ritmo diário, alternando manhã e tarde, dia e noite, luz e trevas; o ritmo semanal, alternando o ciclo das estações e a sucessão dos anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog