segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Os Herodes Atuais.

Dia 28 de dezembro, dia dedicado ao martírio dos "Santos Inocentes", crianças que foram cruelmente assassinadas pelos soldados romanos mandados pelo rei Herodes. Conta a tradição cristã que este infanticídio aconteceu no ano I da era cristã e passados dois milênios, ainda encontramos muitos Herodes em várias nações, inclusive nas famílias brasileiras.
Tal qual fez Herodes, existem pessoas que não respeitam ninguém da família e tão pouco os amigos. São aquelas pessoas que promovem violências domésticas, capazes de matar familiares tanto na dimensão familiar como no âmbito social. São pessoas que agridem, exploram e manipulam crianças para que estas trabalhem e sustentem pais e mães preguiçosos. São pessoas que encontramos em igrejas e se caracterizam por promover fofocas, dividir comunidades e não acolher ninguém. Enfim, são pessoas autoritárias que usam o poder que tem para fazer o mal.
Estes Herodes não caminham na luz, são verdadeiros tiranos, mas que não se enganem pois atrás de malefícios haverão reações e no fim, a nossa esperança está na luta para que a vontade do Deus da Vida prevaleça, derrubando todas as formas de imperialismo existentes.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

FILHOS DA CARIDADE

Quanto a nós, no seguimento do padre Anizan (fundador da congregação religiosa "Filhos da Caridade"), recebemos a graça e o encargo de sermos em conjunto pastores e apóstolos para vivermos e anunciarmos o Evangelho no mundo operário.
No seguimento do padre Anizan, somos seduzidos pela vida pública de Jesus, evangelizando as multidões. Ele viveu no meio dos homens, pobre, trabalhando com as próprias mãos, partilhando as suas alegrias, sofrimentos e esperanças.
"JESUS CRISTO, O VERBO DE DEUS, EM MARIA SE FEZ HUMANO E NA OFICINA DE JOSÉ SE FEZ CLASSE SOCIAL".

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Filhos da Caridade

Filhos da Caridade, nascemos, como toda a Igreja, de Jesus Cristo entregue e ressuscitado por Deus para todos os homens. É d'Ele e do Pai que recebemos constantemente o Espírito Santo. Fonte da nossa vocação, este Espírito Santo faz de nós Filhos que vivem para Deus e testemunhas do seu amor por todos os homens.
Filhos da Caridade, fomos integrados pelo dom do Espírito, na construção que tem como fundamento os apóstolos e os profetas e o próprio Jesus Cristo como Pedra Angular. É Ele quem escolhe e envia nos dias de hoje os seus discípulos para anunciar a Boa Nova a todos os povos.
"NÃO É A POBREZA QUE NOS ENCHE DE INDIGNAÇÃO. A INDIGNIDADE CONSISTE EM VIRAR AS COSTAS PARA OS POBRES".

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Salvemo-nos com o Planeta.

O tema é novo, e desesperadamente urgente. Acabamos por descobrir a Terra, nosso Planeta, como a casa comum, a única que temos, e estamos descobrindo que somos uma unidade indissolúvel de relações e de futuro.
A ecologia profunda, integral, deve incluir todos os aspectos da nossa vida pessoal, familiar, social, política, cultural, religiosa... E todas as instituições políticas e sociais têm de fazer programa seu fundamental a SALVAÇÃO DO PLANETA.
Urge criar, estimular, potenciar, em todas as religiões e em todos os humanismos, uma espiritualidade profunda e total de signo positivo, de atitude profética na libertação. Impõe-se uma nova relação com a natureza. Queremos viver este Kairós ecológico de militância e de mística com o Deus de todos os nomes e de todas as utopias.

Dom Pedro Casaldáliga
PARA HAVER VOCAÇÕES É PRECISO HAVER PLANETA

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Avaliando a caminhada.

No mês de dezembro os padres e diáconos Filhos da Caridade estão envolvidos no planejamento de 2010 e avaliando a nossa caminhada deste ano.
Como modo de partilhar a nossa missão, os padres Félix, Mahon e Luiz da paróquia São Geraldo em Santo André em conjunto com os amigos(as) que colaboram conosco, colocamos como prioridades a JUVENTUDE (dimensão Caridade), as MISSÕES POPULARES (dimensão Liturgia) e o CURSO BÍBLICO (dimensão sa Sagrada Escritura). Sabemos que somos instrumentos de nosso Deus-Pai-Caridade e assim, ao iniciar um novo ano litúrgico peçamos que a Luz Divina nos anime e nos guie para podermos fazer acontecer o Reino de Deus na medida do possível.
Agradecemos a todos que nos ajudam na evangelização; que Deus os abençoe e os preserve com boa saúde e paz.

Padre Alfredinho.

Freddy Kunz ou carinhosamente chamado de padre Alfredinho, fez parte de nossa congregação religiosa. Este nosso companheiro de caminhada ressuscitou num 12 de agosto de 2000 e esteve muito presente na vida das pessoas principalmente os pobres. Viveu em Crateús, passou pelos horrores da Guerra Mundial e em Santo André, sempre esteve a serviço da Irmandade do Servo Sofredor (ISSO).
Em sua missão apostólica, propagou o combate à violência com o uso da não violência, fez parte de uma Igreja ascética-mística e profética-libertadora, sabia evangelizar de acordo com a realidade de nosso povo. Em minha opinião foi um bom Filho da Caridade, valorizou os pobres através do "Grupo de Sete", pessoas que se dedicam a fazer artesanatos (pegadores de panela, saias, vestidos, coadores de café, velas, etc).
Padre Anizan nos pedia para sermos um outro Jesus Cristo na Terra. Com certeza, padre Alfredinho foi e nos ensina como ser Jesus Cristo nos dias atuais.
Bem-aventurado padre Alfredinho, intercedei por nós.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

ORDEM E PROGRESSO

"ESTE É O NOSSO PAÍS, ESTA É A NOSSA BANDEIRA/
É POR AMOR A ESTA PÁTRIA BRASIL QUE A GENTE SEGUE EM FILEIRA".
"Religião e Política não devem se misturar". Esta frase é defendida por muitas pessoas inclusive católicos, porém, em nossa congregação acreditamos que o Reino de Deus acontece também pela política sem partidarismos.
A nossa convicção parte dos seguintes fundamentos:
  • Jesus Cristo lutou para que o povo fosse livre e tivesse vida, por isto, as suas curas tem a dimensão de reintegração dos sofredores na sociedade. O Reino de Deus acontece também pela política desenvolvida honestamente.
  • O Papa Paulo VI já dizia: "o melhor jeito de fazer religião é pela política". Lidamos com pessoas e o ser humano é social e também político.
  • Jesus Cristo morreu como subversivo político e nós consideramos Jesus Cristo como o primeiro Filho da Caridade que existiu.
Por fazermos a opção de seguir Jesus Cristo, defendemos a ordem e o progresso para todos e não concordamos que hajam privilegiados, enquanto milhões de excluídos e marginalizados perambulam tentando sobreviver.

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Cristo Rei da Universo

Em nossa congregação religiosa acreditamos e vivemos os ensinamentos de Jesus Cristo, Rei do Universo. Adoramos Cristo, porque o Filho de Deus mostrou uma realeza baseada nos seguintes contextos:
  • Realeza Histórica: Deus, por amor, quis e caminha conosco em nossa história, alegrando-se conosco quando os sinais do Reino de Deus (paz, justiça e amor) acontecem em nossas realidades, além de nos guiar nos desafios encontrados.
  • Realeza Política: Jesus Cristo foi político no sentido de estar a serviço dos que mais sofrem e nunca se corrompeu por dinheiro ou qualquer interesse anticristão.
  • Realeza Espiritual: O Mestre de Nazaré orava a Deus e vivia cotidianamente esta oração.
  • Realeza Prtofética: Jesus Cristo fez a vontade de Deus.
Adoramos Jesus Cristo, Rei do Universo e doravante queremos seguir e anunciar a realeza de Jesus Cristo, mostrando às pessoas que um outro mundo é possível, construído pela solidariedade, fraternidade e igualdade.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Frutos

No dia 25 de dezembro de 1918, nasce o Instituto dos Filhos da Caridade, desejado e aprovado por Bento XV. Ele mesmo lhe deu o nome.
" Nosso Senhor, que é o primeiro Filho da Caridade, veio revelar ao mundo a Caridade, o amor de Deus. Somos chamados a dar a conhecer aos pobres, aos deserdados, a caridade de Deus, o amor de Deus, pela nossa vida, pelos nossos exemplos e pelas nossas palavras"
No dia 1º de junho de 1920, dezoito Filhos da Caridade fazem sua profissão na presença do padre Anizan em pessoa. Padre anizan pode, até que enfim, ver o seu sonho sendo realizado: religiosos, sacerdotes e irmãos, juntos, pastores e apóstolos dos trabalhadores e dos pobres, cheios de caridade, na imagem do Cristo Bom Pastor evangelizando as multidões.

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Convicções do padre Anizan.

"Queremos partilhar plenamente os sentimentos do nosso divino Mestre e fazer nossa a recomendação do grande apóstolo: 'Tende os mesmos sentimentos do Cristo'. Ora, viveu unido à Virgem Maria, mais do que qualquer um. Ele a amou e a ama com um amor de predileção; com ele nós queremos ser unidos a Maria no mais íntimo do nosso coração e lhe dar todo o amor posível. O nosso amor por Maria é uma consequência do nosso amor por Jesus".
(Padre Jean Emile Anizan - 1927)
"NÃO NASCEMOS PERFEITOS, MAS NOSSO MODELO DE VIDA PODE NOS CONDUZIR À SANTIDADE"

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Curai as nossas cegueiras.

Curai ó Pai Caridade as cegueiras do individualismo;
Curai ó Pai Caridade as cegueiras do consumismo.
Curai ó Pai Caridade as cegueiras do exibicionismo;
Curai ó Pai Caridade as cegueiras do narcisismo.
Curai ó Pai Caridade as cegueiras do hedonismo.

Curai ó Pai Caridade todas as pessoas de alguma desteas cegueiras e nos guie para sermos profetas da fé, da esperança e da Caridade, segundo a vossa vontade. Amém

domingo, 15 de novembro de 2009

Seguindo o exemplo do bom pastor

A atitude pastoral, espelhada em Jesus Bom Pastor, é de atenção, de respeito, de abertura ao outro, de compaixão, de preocupação por aqueles que estão sozinhos e perdidos no caminho da vida. O pastor, seja ele leigo, sacerdote, religioso, religiosa, ou comunidade, cura, acompanha, guia, reúne. Ele é um artesão da paz. Esta atitude é o que o Senhor pede à sua Igreja.
"Para o zelo apostólico, podemos aplicar as mesmas características que São Paulo coloca para a caridade, porque, pensando bem, o zelo apostólico é um dos mais importantes aspectos da caridade, a mais bela flor e a sua mais bela irradiação. a Caridade, diz o grande Apóstolo é paciente, prestativa, não é invejosa, não se ostenta, não se incha de orgulho, nada faz de incoveniente, não procura seu próprio interesse, não se irrita, não guarda rancor, tudo espera, tudo suporta" (Jean Emile Anizan)

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Filhos da Caridade




Os Filhos da Caridade acreditam nas Comunidades Eclesiais de Bases, no movimento profético e libertador, somos homens que rezam e trabalhamos como apóstolos do povo. Estamos presentes em 12 países - França, Espanha, Portugal, Canadá, México, Cuba, Colômbia, Brasil, República Democrática do Congo, Congo, Costa do Marfim e Filipinas - e em cada lugar, respeitando a situação de humanidade das pessoas, buscamos evangelizar as massas populares.


Somos padres dispostos a desenvolver a nosso ministério sacerdotal, coloando-nos a serviço da paz como fruto da justiça e do amor. Lutamos por uma sociedade menos injusta e em cada planejamento paroquial feito existe o desejo de realizar em nossas realidades o tão sonhado Reino de Deus.


Continuamos no ardor evangelizador, fazemos a opção pelos pobres através de atitudes e palavras e seguimos na construção de uma Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica, pois esta "Ecclesia" foi fundada po Nosso Senhor Jesus Cristo.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Outubro: Mês das missões.

"Portanto vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Eis que estarei convosco todos os dias"
(Mt 28, 19-20).
A nossa congregação religiosa tem como missão anunciar o Evangelho a todas as pessoas, principalmente os pobres e trabalhadores. esta missão não é feita de qualquer modo e por isto estudamos teologia e integramos a vida intelectual com a vida vivida de nosso povo. Não há uma regra a ser seguida, mas somos fiéis aos ensinamentos dados por Jesus Cristo, o primeiro Filho da Caridade que existiu.
A nossa missão é definida no que chamamos de "Triplo Ideal" caracterizado pela Santidade, Fecundidade Apostólica e Evangelização dos Pobres. Com este ideal de vida, apoiamos uma Igreja profética, as comunidades de bases, a pastoral da juventude e todas as ações que dignifiquem a vida, maior dádiva de Deus para conosco.
Estamos em outubro, mês das missões e peçamos ao bem-aventurado padre Anizan que nos ajude a sermos missionários da fé, da esperança e da caridade.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Setembro: Mês da Bíblia


Estamos em setembro e na Igreja Católica dedicamos este mês à reflexão e estudo da Palavra de Deus (Dei Verbum). Neste ano estudaremos a epístola (carta) de Paulo aos Filipenses, enfatizando o verdadeiro Evangelho.

Vivemos numa sociedade marcada pela desigualdade humana. É contraditório observar que o Brasil é o país mais católica do mundo em quantidade, mas também, um dos campeões em má distribuição de renda gerando miséria, fome, exclusão social e marginalização de grande parte das pessoas.

Neste contexto a Dei Verbum nos ilumina e nos ensina que o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, o primeiro Filho da Caridade que existiu, é Boa Nova para uns e "Má Nova" para os privilegiados que acumulam riquezas às custas da miséria de grande parte dos brasileiros. Por isto, convido a todos a proclamar o verdadeiro Evangelho Encarnado, Jesus Cristo e com coragem fazer da Bíblia um instrumento de libertação e não de alienação popular, lembrando que as mudanças acontecerão a partir dos pobres.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Independência do Brasil

Os Filhos da Caridade apóiam o movimento profético e como tal é normal verifcar que participamos de eventos ligados à promoção de vida digna.
Hoje, estive no Ipiranga com um grupo de 70 romeiros(as) desenvolvendo a 12ª edição do "Grito dos excluídos". Como povo de profetas, desejamos ser Palavra de Deus viva, que anuncia o Reino de Deus, acreditando que "A força da transformação está na organização Popular", bem como denunciamos a impunidade dos políticos corruptos, do descaso de nossos governantes nas políticas públicas e além de tudo, a má distribuição de renda em nosso país.
O "Grito dos Excluídos" é uma espécie de "recarregar energias" e ao voltarmos para as nossas bases (famílias, comunidades, paróquias e comunidades) sejamos profetas da esperança, anunciemos a fé através da prática da Caridade"
INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
CONTINUAMOS NA LUTA POR UMA NAÇÃO JUSTA, SOBERANA E SOLIDÁRIA

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

A Beleza da Liturgia


"Uma liturgia é bela quando carrega em si harmonia e unidade, traduzidas nos gestos e nos símbolos, nas palavras e no silêncio, no canto e na música que tocam o coração. Uma liturgia é bela quando desperta em nós e nos favorece o desejo profundo do encontro com Deus na pessoa de Jesus, "o mais belo entre os filhos dos homens". Uma liturgia é bela quando nos conduz à beleza transformadora do Senhor ressuscitado, fazendo-nos experimentar o seu inefável amor e enchendo-nos de alegria pela sua salvação. Uma liturgia é bela quando nos possibilita a experiência da fé, fazendo-nos penetrar no mistério do grande Outro, que nos supera infinitamente, sempre maior."


Ir. Miria Therezinha Kolling.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Pensamentos do Padre Anizan


"É Deus que me concebeu no seu pensamento, que me fez sair do nada, corpo e alma e com um objetivo eterno e infinito. Deus é a minha origem, o meu fim. Ele é o meu passado, o meu presente e o meu futuro." (ES 22)


domingo, 23 de agosto de 2009

Espiritualidade dos Filhos da Caridade

Vivemos numa época em que a busca pelo espiritual é intensa. São poucas as pessoas que encontramos e nos partilham que não acreditam em Deus, mas mesmo nesta busca pelo espiritual há escolhas a serem feitas dentro dos pensamentos diversificados dos seres humanos.
Respeitamos as opiniões, porém, na espiritualidade dos Filhos da Caridade existem dimensões que refletem os ensinamentos de Jesus Cristo, Bom Pastor e por isto, a nossa espiritualidade é ascética-mística e profética-libertadora.
Um bom Filho da Caridade não tem fé num Deus distante de seu povo, mas acreditamos que Deus caminha com este povo na história deste mesmo povo.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Pensamentos do Padre Anizan

Padre Anizan era francês e fundou a congregação religiosa "Filhos da Caridade". A nossa congregação foi reconhecida pelo Vaticano no dia 25 de dezembro de 1918 e somos padres e religiosos com a missão de "Evangelizar os pobres e os Trabalhadores" atuando nas periferias das grandes cidades. Eis abaixo, alguns pensamentos de nosso fundador:
"Amar a Deus com um amor que tudo rompe, o amor mais perfeito; o fazer amar. Não tenho outro objetivo, outra ambição neste mundo". (ES 17)
"Quero que Deus se torne cada vez mais o tudo na minha vida, para isso é preciso que Ele seja o tudo do meu coração. Vou trabalhar para manter em mim a sede de amor que Deus acendeu e que não cessa de se reavivar em mim". (ES 18)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Nossa Senhora da Assunção

Neste domingo (16/08) celebramos a festa de Nossa Senhora da Assunção e o dia do religioso. Para nós, Filhos da Caridade, Maria é mestra espiritual de nossa Congregação religiosa e não é por acaso. Segundo o Evangelho de Lucas Maria visita sua prima Isabel e assim acontece o primeiro encontro entre duas mulheres, João Batista e Jesus Cristo. São dois meninos e duas mulheres, pessoas desvalorizadas e marginalizadas na sociedade judaica no tempo de Jesus.
A algria no ventre de Isabel é uma manifestação de Deus e este Pai Caridade se faz presente ao lado daqueles(as) marginalizados, porque há uma oração entre as famílias e a acolhida. Fica para nós o ensinamento que a Assunção do ser humano se faz em gestos de acolhida caritativa e num ritmo de oração que nos faz participantes e servidores do projeto do Reino de Deus na terra.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Condições para seguir Jesus Cristo.

Atualmente Jesus Cristo é admirado por aproximadamnte 1 bilhão de católicos, porém, admirar não significa necessariamente seguir Jesus Cristo.
O seguimento a Jesus Cristo implica em guardar e observar o decálogo, não pensar em si mesmo, saber enfrentar as cruzes cotidianas e enfim, não depositar nossas seguranças em bens materiais, mas no projeto do Reino de Deus à luz da opção evangélica pelos pobres.
Um bom filho da Caridade tira este ensinamento como ideal de vida.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Evangelização

A evangelização não pode ficar preocupada somente com o presente, mas também com o passo posterior.
Cada lugar tem uma realidade e para cada desafio, o evangelizador(a) não pode dispensar da oração, de anunciar profeticamente e com coragem o mistério pascal, de se aproximar a multidão de excluídos existentes e por fim, que seja evitada a inveja.
Para que a missão pelo Reino de Deus aconteça, peçamos a Deus que nos livre do comodismo, do relaxo na vida de oração e da inveja, conduzindo-nos ao nosso semelhante como fez Jesus Cristo, Bom Pastor.
Lembremo-nos que não nascemos perfeitos, mas nosso modelo de vida pode nos conduzir à santidade.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Filhos da Caridade

Religiosos, sacerdotes e leigos vivemos em pequenas comunidades, buscando juntos as pegadas de Deus, numa vida entregue ao Evangelho. Dentro dos bairros populares onde se entrecruzam trabalhadores, pessoas em situação precária e famílias de imigrantes, fazemos com eles a experiência de que qualquer rosto é amado por Deus. Nesta multidão tão diversificada, é que juntos, com um coração de pastor, trabalhamos para construir comunidades cristãs, abertas e solidárias.
FILHOS DA CARIDADE
EVANGELIZAÇÃO DOS POBRES E TRABALHADORES

terça-feira, 28 de julho de 2009

Felizes os pobres

Palavra surpreendente esta, do Cristo no seu discurso da montanha (Mt 5, 3 e Lc 6, 20), até mesmo escandalosa para muitos. Mateus fala daqueles que "têm um coração de pobre". Lucas, quanto a ele, fala simplesmente dos "Pobres". Nos dois casos, são chamados felizes, pois o Reino de Deus, (ou dos céus) lhes pertence. Os nossos ouvidos estão mais acostumados a ouvir: "Fiquem ricos!" Como dizer às multidões de seres humanos, esmagados pela pobreza: "Felizes os Pobres, pois o Reino de Deus é para vocês"? No entanto, a própria vida de Jesus, a historia da humanidade e sobretudo a experiência de numerosos pobres nos revelam a sua exatidão. (José Miguel Sopeña, superior geral da congregação religiosa Filhos da Caridade).
Num cenário que só se ouve falar em crise econômica, além da tal gripe H1N1 novamente sabemos que as mudanças acontecerão pelos pobres e não pelos lobos capitalistas. Serão os pobres os protagonistas destas mudanças e isto ocorrerá porque o mundo somente será salvo pela caridade praticada pelas pessoas, principalmente os Pobres.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Os Filhos da Caridade são uma congregação religiosa que trabalha nas periferias das grandes cidades, à luz do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo e portanto, faz a opção preferencial pelos pobres. O nosso ideal de vida é traduzido em nosso Triplo Ideal - Evangelização dos Pobres, Fecundidade Apostólica e a Santidade.
Seguimos os passos de Jesus Cristo, Bom Pastor e assim proclamamos a Boa Nova com pensamentos, palavras e atitudes cristãs.
Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog