sábado, 30 de julho de 2011

DAI-LHES VÓS MESMOS DE COMER

Quantas pessoas desejam ter uma mesa alimentar e um padrão de vida igual ao cenário descrito por pessoas chamadas de "Terceiro Isaías - Trito Isaías", comendo com fartura e vivendo com alegria. O Evangelho da multiplicação dos pães, demonstra o caminho para se chegar a este situação de vida:
  • Olhemos a Realidade: Jesus estava no deserto (lugar de meditação onde o povo consegue fazer a experiência de Iahweh, o Deus libertador) e vê a multidão, que O segue precisa de uma resposta diante das injustiças e desigualdades que sofrem por causa das elites.
  • Ele é Referência: Jesus Cristo começa o ensinamento aos apóstolos como referência central. É Dele que vem as iniciativas; "Vamos dar de comer a estas pessoas"; "Faça o povo sentar em grupos (organize o povo), missão da Igreja".
  • Gesto Concreto: Surge alguém com cinco pães e dois peixes. Na Bíblia Hebraica existem a Torah (5 livros), os profetas e os sapienciais. Cinco pães se referem ao pentateuco judaico, os profetas (um dos peixes) e nunca despreze a sabedoria popular adquirida com a escola da vida (o outro peixe). Vamos seguir e fazer o que está escrito no pentateuco, o que os profetas ensinaram e escutar o povo em algumas situações.
  • Benção dos Alimentos: Jesus Cristo mostra que a eucaristia é benção de Deus e compromisso de igualdade social.
  • Não desperdice: "Recolham as sobras". Infelizmente, quantas famílias desperdiçam alimentos sem dar-se conta que outras pessoas passam fome no mundo.

O milagre da multiplicação dos pães é o "milagre da partilha", e esta igualdade, fraternidade e solidariedade é vontade de Deus, porém, cada ser humano tem a missão de colaborar neste trabalho. Vivemos no sistema capitalista neoliberal, uma estrutura econômica injusta que privilegia o acúmulo de uns e coloca a maioria das famílias Pobres em dificuldades de sobrevivência. É preciso mudar, e esta mudança não virá dos ricos em prol dos pobres, mas a exemplo do Evangelho, as mudanças começarão a partir dos Pobres.

Padre Luiz, fc


sexta-feira, 29 de julho de 2011

CONHECENDO PARIS

Depois de terminarmos a Sessão Internacional estivemos visitando alguns lugares a bordo do "Bateau Mouche". A França é um lugar com vários monumentos e além do Arco do Triunfo, Museu do Louvre e da Torre Eiffel, conhecemos a Assembleia Nacional, o Palácio da Justiça, a Ponte do Amor, Tumba de Napoleão, a catedral de Notre Dame, a Praça da Concórdia, o Parque Toujours (toujours em francês significa sempre), o Rio Senna, a pequena praia que fica às margens do rio, enfim, são muitos os lugares e seus atrativos. Estou levando aproximadamente, 200 fotos tiradas durante este mês.
Tenho a sensação que ganhei um pouco mais de bagagem e poderei seguir mais confiante em nossa missão idealizada pelo padre Anizan em 1918, ao fundar nossa congregação religiosa.
Sigo adiante e próximo de retornar ao Brasil, começamos a contagem regressiva até o dia de reencontrarmos amigos e amigas. Que Deus Caridade continue iluminando a todos(as) e vamos em paz, com a benção do Pai.

Padre Luiz, fc



quinta-feira, 28 de julho de 2011

SESSÃO INTERNACIONAL - FILHOS DA CARIDADE

No momento em que escrevo estas linhas, a sessão internacional que participo já terminou. Podemos dizer que foi um mês de graça e também de desafio. Começo pelos desafios, apontando a importância da comunicação de modo que as pessoas nos entendam. Foi difícil para mim os primeiros dias até me acostumar com a língua francesa, tão diferente de nosso bom e velho português. Também, a adaptação de meu organismo ao fuso horário e não menos importante, o hábito alimentar francês que, pela sua cultura dispensa o arroz e feijão, diariamente.
Mas consegui me adaptar e com a adaptação vem os fatos que nos causam admiração. Conheci Joseph Boucheaud, padre que se destacou na internacionalização do Instituto, os padres que vivem na casa (maison) Saint Joseph, as amizades conquistadas, a troca de emails, os trabalhos que alcançaram o êxito desejado, os lugares históricos de nossa congregação e outros locais muito bonitos em Paris. Agradeço pela acolhida na casa, as pessoas que trabalharam para o êxito deste encontro e a experiência adquirida. Que Deus abençoe a todos.
No dia 03 de agosto estaremos, eu e o padre Edson, desembarcando em terras brasileiras, em nosso "Florão da América", trazendo na bagagem outra etapa de experiência adquirida. Chegaremos e a missão continua, trazendo jovens vocacionados e trabalhando para a visibilidade de nossa congregação religiosa através da "EVANGELIZAÇÃO DOS POBRES E TRABALHADORES".
Obrigado a Deus por este momento, sigo anunciando Jesus encarnado o Cristo da fé e pela força do Espírito Santo, que eu contribua na construção de uma Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica; a "Ecclesia" desejada e fundada por Jesus Cristo. Que o meu testemunho cristão seja força para outros e alerta para as pessoas desejosas em fazer da vida religiosa um trampolim para status social, poder e fama. Não estou imune aos vícios, e peço sempre à nossa Mãe Maria, Mestra Geral e Espiritual dos Filhos da Caridade, que interceda por mim a Deus, e me ajude a ser uma pessoa simples, honesta e enfim, um bom Filho da Caridade.
Até a volta, mataremos as saudades e como diz uma música conhecida:

NO PEITO EU LEVO UMA CRUZ;
NO MEU CORAÇÃO O QUE DISSE JESUS


 Padre Luiz, fc

terça-feira, 26 de julho de 2011

SÃO JOAQUIM E SANTA ANA - DIAS DOS AVÓS

A felicidade é buscada por muitas pessoas. Dificilmente encontramos alguém que não queira ser feliz. Pessoalmente e como religioso desejo ser feliz também e para tanto busco seguir o Evangelho de Jesus Cristo, além dos ensinamentos de nosso fundador Padre Anizan.
É possível ser feliz vivendo como profeta, oráculo do Senhor que defende a justiça e o direito; em nosso apostolado Filhos da Caridade desenvolvido em paróquias, comunidades e outros campos de missão (escolas, sindicatos, associação de moradores, hospitais...); no nosso ritmo de oração diária (laudes, completas, terço, celebração eucarística); enfim, no testemunho da Caridade pois Deus é Caridade - Deus Caritas Est.
A origem (gênese) deste modo de vida vem primeiramente de Deus, mas também, creio que se não houvesse a disponibilidade de meus pais e avós, a felicidade poderia consistir em viver de outra maneira. Por isto, que Deus abençoe a nossos avós, nossas famílias e guie-nos para sermos felizes como Jesus Cristo foi. 

Santa Ana e São Joaquim, rogai por nós.


Padre Luiz, fc

segunda-feira, 25 de julho de 2011

SÃO TIAGO MAIOR

Muitas pessoas comungam Jesus Cristo, inclusive nós religiosos Filhos da Caridade, e qual a razão que nos impulsiona a nos aproximar de Jesus Cristo?
Bem-aventurado aquele padre ou irmão que vem para servir e não ser servido. Fazer da Caridade um gesto de serviço, capaz de reatualizar o Evangelho em nossos dias é ótimo. Não viemos para buscar vanglórias pessoais, exibir-nos para pessoas que acreditamos influentes (superiores gerais, bispos, papas, chefes de estado, grande mídia televisiva ...), mas para glorificar a Deus através do serviço que realizamos em prol de nosso semelhante, segundo o ensinamento do padre Anizan: "Há que glorificar a Deus no serviço ao irmão" (padre Anizan). Erramos se desejamos fazer da vida religiosa uma espécie de trampolim para termos segurança na vida e conquistar bens materiais supérfluos.
O Evangelho de Jesus Cristo, no dia que comemoramos São Tiago maior, patrono da Espanha e o primeiro discípulo do grupo dos doze a ser martirizado, deixa-nos esta pista. Que sejamos servidores do Reino de Deus e nunca tenhamos medo, pois o proposta de Deus vale a pena de ser anunciada e vivida.


Padre Luiz, fc

sábado, 23 de julho de 2011

Sessão Internacional "FILHOS DA CARIDADE"

Estamos nos dias finais desta sessão de formação a nível internacional de nossa congregação religiosa. A meu ver foi um grande desafio, primeiramente pelo idioma, além da cultura que encontramos, porém é uma bagagem que conquistamos. Gostei de conhecer pessoas que se doaram pela nossa congegação religiosa como é o caso de Joseph Bouchead (pioneiro na internacionalizaçào dos Filhos da Caridade), estamos sempre em orações por nossos amigos(as) que estão no Brasil e de um modo ou outro estão conosco pelas orações ou outros meios, gostei de recordar um pouco de nossa história com tantos desafios encontrados na formação e agora como religioso ordenado, de saber que o padre Anizan nunca se corrompeu e promoveu aquela espiritualidade mística-ascética e profética-libertadora, muito atual em nossos dias em minha opinião, e por fim, a Igreja que acredito e procuro trabalhar continua seguidora dos passos do padre Anizan e tem sua base fundada na Pedra Angular, Jesus-Profeta, o Cristo da fé.
Estaremos vivendo três dias de retiro e este encontro está previsto para se encerrar no dai 28 de julho com a Eucaristia final.
Estou feliz e vou caminhando, testemunhando conforme eu posso a Igreja fundada por Jesus Cristo. Agradeço aos amigos e amigas pelas orações, logo estaremos retornando e com a benção de Deus, tomara que tenhamos forças para ser um bom Filho da Caridade.

  "NÃO É O POVO QUE TEM QUE SE ADAPTAR A NÓS,
MAS NÓS A ELE".



Padre Luiz,fc

sexta-feira, 15 de julho de 2011

A LEI

Para qualquer povo, a lei civil ou religiosa deve estar em favor da vida. Leis que privilegiam uns e fazem outros sofrer, devem ser abolidas e seus autores merecem ser repreendidos, porém no espírito da correção fraterna.
A lei que favorece a partilha, a vida e faz as pessoas se satisfazerem, integrando o bem-estar com o bem comum são boas, merecem ser aplicadas e dependendo do contexto, não podem se estagnar mas serem reatualizadas.

Padre Luiz, fc

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Celebração da Eucaristia.

Todos os dias temos celebrações eucarísticas nesta Sessão Internacional e até agora me agradou muito o jeito dos africanos celebrarem. eles fazem da missa uma expressão de um povo que louva a Deus e por isto se animam bastante.
Todos os ritos são cantados, a missa ganha vida e dificilmente alguém nào sente a presença de Deus. é um Deus encarnado, caminhante com o seu povo e está presente na cultura afro. Hoje, a áfrica e a Filipinas apresentam muitos jovens dispostos em seguir a vida religiosa como Filhos da Caridade.
Que Deus abençoe a todos e seguimos, neste encontro e por que nào dizer, um intercâmbio pastoral.

Padre Luiz, fc

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Filhos da Caridade II

O dia de atividades hoje foi intenso e estou um pouco cansado. Para mim, a lingua francesa cansa um pouco, faz parte de minha natureza, e secretariar uma reunião desta é difícil. São três dias e por enquanto, tenho 8 páginas de relatório escritas.
A maioria dos participantes são africanos (06 africanos), temos dois das Filipinas, 01 da Espanha, 01 de Portugal, 01 do México, e nós dois brasileiros. Estamos fazendo um recolhido de nossa história pessoal e partilhando no grupo. Cada um traz as marcas de sua cultura e vamos aprendendo algumas particularidades.
Seguimos neste intercâmbio e que Deus nos ajude a viver melhor, conforme a sua Palavra, capaz de se inculturar sempre.

Padre Luiz, fc

terça-feira, 5 de julho de 2011

Filhos da Caridade

Os costumes franceses diferem um pouco dos costumes brasileiros. O comércio por exemplo, coloca um horário em que é possível aos trabalhadores conciliar a vida familiar e a vida profissional; para eles é um escândalo deixar restos de comida no prato, não há o costume de separar o lixo para reciclar, há muitas livraris, sinal que as pessoas gostam muito de ler.
São alguns costumes, tem esta cultura e como em todo lugar, existem os pontos positivos e negativos. Estou gostando desta experiência e sigo em nossos trabalhos. peço a Deus que me guie sempre e nos ajude sempre mais a ser um bom Filho da Caridade.

Padre Luiz, fc

sábado, 2 de julho de 2011

Sessão Internacional dos Filhos da Caridade

No dia 03 de julho começará a sessão internacional de nossa congregação religiosa "Filhos da Caridade". Este evento ocorre na cidade de Paris, no bairro de Issy-Les-Molineaux, situado na periferia parisiense. Estão representados 04 continentes: África, Ásia, América e Europa e somos religiosos da República Democrática do Congo, Congo, Filipinas, México, Colômbia, França, Brasil e Portugal.
O fato de estarmos representando os nossos países se deve a opção do Instituto em intercambiar experiências que os padres recém ordenados estão vivendo em suas respectivas realidades. Estamos nos sentindo bem e vamos começar os nossos trabalhos. Pedimos que o Esp'irito Santo nos guie e nos ajude a sermos testemunhas fiéis de Jesus Cristo, o primeiro Filho da Caridade que existiu.
Começamos e pelas orações de todos desejamos:

Bom trabalho
Bueno trabajo
Bonee travaille
Good work.

Padre Luiz Carlos, fc. 

sexta-feira, 1 de julho de 2011

SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

A Festa do Sagrado Coração de Jesus é a festa patronal dos Filhos da Caridade. O padre Anizan, ao fundar a nossa congregação religiosa, a consagrou ao Sagrado Coração, ou como falam os franceses  "Sacro Coeur".
É uma data muito importante para todos os católicos e em nossa realidade de Filhos da caridade, ela ganha maior importância, pois todo o mal causado aos pobres e trabalhadores é um mal causado ao próprio Coração de Jesus e por conseguinte, todo o bem feito aos Pobres e trabalhadores, é ao próprio Jesus Cristo que se faz.
Jesus Cristo é o primeiro Filho da Caridade que existiu e existe. Ele é a nossa referência na evangelização. Somos considerados apóstolos do povo e esta missão fazemos, mantendo-nos fiéis ao nosso carisma e arraigados em nosso triplo Ideal - Santidade, Fecundidade Apostólica e Evangelização dos Pobres - à luz do Evangelho de Jesus Cristo.
Seguimos nesta missão e renovando sempre o nosso ardor missionário-profético, sendo oráculo do Senhor que defende a justiça e o direito.

Padre Luiz, fc.
Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog