segunda-feira, 29 de agosto de 2011

LIVRO DE JÓ

Na paróquia São Geraldo toda segunda-feira temos o curso bíblico das 20 às 21h. Este curso existe há aproximadamente 5 anos e é uma, dentre outras formas, que utilizamos para dar formação ao nosso povo.
Nesta segunda-feira terminamos o estudo do livro de Jó. Foram 42 capítulos lidos, contextualizados e refletidos em comunidade e os padres José Mahon, fc e Luiz, fc foram os animadores. Ao terminar este estudo, desejamos mostrar que esta obra prima da literatura sapiencial foi escrita para ensinar sobre três aspectos:
  • O destino dos indivíduos: O destino da sociedade passa pela opção de grande parte das pessoas.
  • A problemática do mal: O mal existe, é fato, e o que fazemos para diminuir diversos males causados por muitos "satanás" atualmente? Lembremos que Satanás é aquele que afasta a pessoa da missão cristã.
  • O dogma da retribuição: É inconcebível e escandaloso ver pessoas capazes de crer num Deus que abençoa os ricos e não abençoa os pobres.
Estudamos vários meses este livro, chegamos ao fim, porém, a verdadeira religião não aliena mas liberta o ser humano, no sentido de motivar cada pessoa a lutar contra o mal e ser agente de sua própria libertação. Nunca acabaremos com todo o mal existente, porém, conquistaremos pequenas vitórias e viveremos dia a dia felizes.

Padre Luiz, fc


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

SEDUZIDOS POR CRISTO - DIA DO CATEQUISTA

No dia 28 de agosto de 2011 a nossa paróquia estará celebrando Jesus Cristo e festejando os nossos catequistas. O bom agente evangelizador (catequista) se deixa seduzir por Cristo e assume todas as consequências; boas e nem tão boas, por este ideal de vida.
O educador da fé pode até errar, porém, não vamos cair no erro de Pedro, capaz de pronunciar uma rica profissão de fé, mas, incapaz de entender o que fala. Pedro, nesta passagem do Evangelho tem a ideia de ver o Reino de Deus igual ao Império romano e nesta lógica, haverá privilegiados e oprimidos. Não podemos caminhar em direção oposta ao projeto de Deus, pois quando nos afastamos da missão cristã estamos agindo como o maligno (Satanás). O nosso modo de ser cristão precisa estar em sintonia com a vontade Divina e para harmonizar comportamento humano com a vontade de Deus, não podemos pensar em ambições ou egoísmos social ou religioso, mas seguir Jesus Cristo (seus ideais de vida) e enfrentar as cruzes que surgirão.
Neste seguimento de Jesus Cristo, vamos nos seduzindo em gestos proféticos, capazes de denunciar os maus governantes, preocupados somente com obras faraônicas e deixando o povo a mercê de tantos lobos políticos e religiosos, promovendo uma cultura altamente alienante e não libertadora. Seduzir-se por Cristo é ser profeta, mesmo perseguido, preso, torturado ou injustiçado, sem temer a morte, e lembrar que o sangue profético também dá frutos de justiça, paz e amor.
Vivemos numa época que pouco se fala em Jesus Cristo encarnado. aparentemente, o Cristo no céu é melhor de seguir, pois não incomoda ninguém e produz uma religião light, contudo, Deus já deixou claro que deseja obras de Caridade, celebradas depois no altar do Senhor, pois é a vida de nosso povo, e em nnenhum momento devemos desviar da lógica de Deus, a fim de trabalhar por uma lógica pessoal, interesseira, individualista e mesquinha.
Vamos nos deixar seduzir por Jesus Cristo, segui-Lo e enfrentar as cruzes em prol de um mundo novo, marcado pela justiça e pelo amor.

Padre Luiz, fc


segunda-feira, 22 de agosto de 2011

NOSSA SENHORA RAINHA - 22 DE AGOSTO.

Maria participa da obra salvífica de Deus. A narrativa evangélica da Anunciação confirma esta participação de Maria, respeitando a sua condição de humanidade. Pode-se notar os seguintes pontos:
  • Deus vem ao encontro de seu povo. O Verbo se encarnará.
  • Maria, antes de tomar qualquer decisão, faz um caminho de escuta (o anjo Gabriel, força de Deus, fala), discernimento e finalmente, age decisivamente ("Eu sou a Serva do Senhor, faça-se em mim segundo a sua Palavra").

Maria de tantos títulos, lembrada neste dia como Nossa Senhora Rainha, fez este processo salvífico, e ela é bendita porque propiciou a encarnação do Verbo, unindo sua vontade à vontade Divina.

Padre Luiz, fc.


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

PARTILHA DO DIA

Escrevo estas linhas de madrugada, a fim de que as pessoas saibam como é o dia de um religioso Filho da Caridade:
  1. Fiz visitas aos doentes da Santa Casa, também conhecida como Centro Hospitalar Municipal de Santo André. Pessoalmente e sem partidarismos, a prefeitura de Santo André faz pouco pela saúde de nosso município.
  2. Houve as visitas missionárias na Vista Alegre. Temos casos de pessoas que necessitam de uma operação oftalmológica e não podem fazer porque não tem como pagar uma cirurgia particular; "o dinheiro de novo é usado como bem maior que o ser humano". Na Vista Alegre há trabalhadores e pessoas muito honestas, contrariando aquele famoso coro que afirma: "quem mora na favela é preguiçoso".
  3. Fui à Ribeirão Pires preparar a reunião das Equipes de Nossa Senhora. Gosto deste grupo, porque se esforça em melhorar como pessoa e seguem vivendo a espiritualidade conjugal.
  4. O dia ainda não havia terminado e aproveitei para falar com os amigos e usar o MSN, Facebook e o Orkut para evangelizar e comunicar com eles.

Este foi o meu dia. Vou descansar e peço a Deus que o dia de amanhã seja melhor que o de hoje, logicamente, se for da vontade do Pai.

Padre Luiz, fc


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O PAPEL DOS MINISTROS EXTRAORDINÁROS

No dia 17 de julho de 2011, na diocese de Santo André, os novos ministros foram nomeados e alguns que estão na caminhada renovaram os seus ministérios. Pelas informações que nos chegam, no ginásio poliesportivo de São Bernardo, mais de mil pessoas participaram desta celebração eucarística. Sei que é um momento importante na vida dos ministros e dos seus familiaresm e aproveito este espaço para partilhar o perfil que creio ser importante aos ministros extraordinários:
  1. Que seja uma pessoa em ativa formação permanente, capaz de ter argumentos convincentes, a fim de evitar gestos de autoritarismo.
  2. O Ministro precisa dar um bom testemunho cristão à luz do Evangelho de Jesus Cristo.
  3. A meta do serviço ministerial é conduzir as pessoas ao encontro com Jesus Cristo Eucarístico.
  4. Jesus Cristo nunca se preocupou com a popularidade fácil e ensinou que a missão eclesiológica é fazer o Reino de Deus acontecer, nos rincões de nossa sociedade. Que os ministros sigam neste caminho.
  5. O Ministro não deve almejar status social, poder ou fama.
  6. Tomara que nossos ministros estejam abertos para que o Espírito Santo os guie no caminho de formarem comunidades capazes de mostrar uma Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica.
  7. O Ministério não pode ser visto como uma tenda em que a pessoa se esconde dos problemas familiares e cotidianos.
  8. Independentemente de estar escalado ou não, o ministro precisa participar das celebrações eucarísticas e ter uma vida de oração.
  9. Por fim, o ministério não é cargo vitalício, mas um serviço evangelizador capaz de motivar outras pessoas a este caminho de serviço.

Outras pessoas podem elencar outros pressupostos; eu acredito que estes são indispensáveis e estou em oração por estas pessoas nomeadas e, ou renovadas. Que a luz do Espírito Santo, guie os nossos ministros de modo a fazer brilhar Jesus Cristo Transfigurado, na vida das pessoas principalmente naqueles que não conhecem ou se afastaram do Filho de Deus.

Padre Luiz, fc






terça-feira, 9 de agosto de 2011

PARTILHANDO NOSSOS TRABALHOS.

Às vezes eu fico desconfiado quando escuto pessoas falando que a Igreja precisa fazer análise de conjuntura, familiar, social ou religiosa. Desconfio que por detrás desta vontade, esconde-se uma falha e muito grave, caracterizada pela não visita às famílias.
No momento em que escrevo estas linhas, partilho que na parte matinal fui visitar um senhor, vítima de AVC e impossibilitado de receber a Eucaristia. Quero dizer que precisamos retomar as nossas visitas missionárias, pois assim encontraremos famílias bem estruturadas, saberemos que existem pessoas de outras denominações religiosas, ficaremos tristes em observar os problemas que os nossos idosos sofrem ao não serem bem acolhidos pelos próprios filhos(as), netos(as), genros ou noras, e ainda por cima, há histórias de pessoas que desejam explorar outras. Tudo isto acontece em nossas realidades e ao visitar outras pessoas, conheceremos inúmeros casos.
Sou adepto da filosofia que o padre ou a comunidade cristã não podems ser funcionários do altar, mas a celebração eucarística é continuada e o Cristo eucarístico recebido na comunhão precisa ser levado a outras famílias, que ainda O desconhecem ou se afastaram Dele.
Jesus Cristo visitou muitas famílias e nunca se isolou da sinagoga; portanto, vamos participar da comunidade e nunca deixemos de lado a dimensão missionária de nossa Igreja. Seguimos adiante e que Jesus Cristo missionário e Palavra do Pai, pela força do Espírito Santo nos ajude a sermos Igreja viva que vai atrás da ovelha desgarrada e perdida.

Padre Luiz, fc.




segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ATIVIDADES DOS FILHOS DA CARIDADE.

No seguimento dos passos de padre Anizan, nós Filhos da Caridade gostamos de visitar as famílias e celebrar acontecimentos felizes na vida de nosso povo trabalhador. Ao cair da noite, após o curso bíblico e a missa celebrada, eu (padre Luiz) e o padre Felix, estivemos na casa do Gilmar, aniversariante do dia. Foi um momento agradável, cantamos os parabéns, cumprimentamos o aniversariante e seus familiares e por fim, rezamos pela Helena que amanhã sofrerá um intervenção cirúrgica.
Estamos em comunhão com todas as pessoas que fazem parte desta alegria e estão em oração conosco. Que Deus abençoe a todos. Seguimos e na rota da Caridade, que Deus nos abençoe sempre e nos guie, com o propósito de louvarmos o Criador, através da prática do amor, da paz e da justiça. 

Padre Luiz, fc

SEMANA MISSIONÁRIA

Hoje, no Jardim Santo André, inicia-se uma semana missionária feita por pessoas que desejam levar o evangelho de Jesus Cristo a este bairro. Esta iniciativa acontece, após a morte brutal de quatro jovens ocorrida em maio, se me lembro corretamente.
Trata-se de um esforço para combatermos a violência com o uso da não violência. Olhando a conjuntura social neste bairro, veremos que o narcotráfico, os vícios, o abuso de poder de certas autoridades, o problema econômico, o comportamento de algumas pessoas que organizam sua vida de modo a levar "vantagem em tudo"; são fatos.
Penso que diante das falácias "Falta Deus no coração" esta esta missão precisa arrumar meios de colocar Deus no coração dos seres humanos. Será muito bom que esta missão tivesse continuidade e conscientizassem as famílias sobre seus deveres e reivindicassem os direitos.
É mais um labor missionário que começa, que possamos levar Jesus Cristo às pessoas e pedindo a luz do Espírito Santo,  que contribuamos para despertar a Caridade.

Padre Luiz, fc


  

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

DIA DO PADRE

São João Maria Vianney é o padroeiro dos padres e em sua época valorizou a Oração e a Caridade.
Agindo assim, ao fazer a pergunta "O que as pessoas falam de mim?"(Mt 16, 13), provavelmente as respostas serão cheias de elogios ao cura d'Ars (São João de Maria Vianney).
Passaram três séculos e tal pergunta continua muito atual. "O que as pessoas falam de mim?" algum padre poderia perguntar. Feliz o sacerdote que é visto como amigo das pessoas, um ser humano que reza, alguém que não confunde liderança com autoritarismo e é profeta do Senhor, aquele que defende o direito e a justiça.
Sou sacerdote e as vezes me pergunto: "O que as pessoas dizem de mim?" Não sou perfeito, e dentro desta minha limitação peço que o Espírito Santo me guie e me faça instrumento de sua paz, construída pela justiça e amor.

Padre Luiz, fc.


segunda-feira, 1 de agosto de 2011

NÃO TENHAM MEDO.

Não ter medo da missão a cumprir! Este ensinamento de Jesus Cristo continua atualíssimo.

Na vida religiosa conheço pessoas que choram de barriga cheia., resmungam sem ter razão. Também sei que existem seres humanos que até se animam na missão evangelizadora, porém, "os ventos contrários - comodismo, secularismo, autoritarismo - atrapalham e não deixam a Igreja ficar próxima e caminhar com Jesus Cristo. Mesmo assim, ante as adversidades religiosas, nào tenhamos medo e com as atitudes cristãs integradas às orações, conseguiremos pequenas vitórias.

Padre Luiz, fc


Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog