sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011

Ouço o grito do mar dizendo que as ondas vão avançar. Quase não ouço o vento fraco e cansado, falando que a mata do sertão vai se queimar. Ouço os sussurros do vento, trazendo cheiro de água fora do tempo. Vejo o dia acordando mais cedo, e sol com seus reflexos ardentes, deixando as marcas da pele da gente. Onde é que vamos parar?
O velho Chico, quem diria? Vamos homem! Não deixe a água secar! Pois é dali que vem a alegria, que faz o homem se alimentar. Gritem com forças! Reajam! Não deixe o rio se acabar! Pois a natureza com certeza, irá em um dia cobrar. O verde do mundo está sumindo! O azul das águas está secando!
Dias terríveis virão, pois a natureza está virando extinção, tudo por causa do homem ladrão, que rouba o que Deus nos deixou, transformando o futuro dos nossos descendentes em horror. Quero o branco alvo das ondas, como o véu da noiva roçando nas areias do mar, o verde cristalino do mar, como esmeralda a brilhar, o azul intenso das águas, imitando o azul céu.
Quero imaginar que as nascentes humildes, vão continuar crescendo e majestosamente derramando véus de cachoeiras e grandes rios a jorrar. A natureza existe pra nos dar paz do nosso verdadeiro habitar. Somos da natureza e sem ela, não somos, morremos! Seremos extinção e tudo será em vão.
Então vamos gritar: a natureza precisa continuar, vamos cuidar, amar, preservar, e a vida assim, continuar a brotar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog