domingo, 24 de abril de 2011

DOMINGO DE PÁSCOA - TESTEMUNHAS DO RESSUSCITADO

O ideal do cristão é testemunhar Jesus Cristo ressuscitado e este ideal leva-nos a refletir, que tipo de testemunhas nós somos.
Na época do anúncio da ressurreição de Jesus Cristo, era difícil para as comunidades acreditar neste mistério da fé. Para Maria Madalena, havia o pensamento que alguém havia roubado o corpo de Jesus Cristo, para Pedro, era difícil crer nesta ressurreição, principalmente pelo fato de crer num Jesus Cristo salvador apenas dos judeus. No entanto, a fé destes cristãos foi amadurecendo no seguinte sentido:
  • Maria Madalena: Ela não desisitiu em procurar Jesus Cristo, mas ela desejava estar junto com o Mestre. Ela não se acomoda e nem se dá por vencida, mas sua ousadia será recompensada em ser testemunha da ressurreição do Filho de Deus.
  • Pedro: Apesar de sua boa vontade em seguir Jesus Cristo, permanece na dúvida. Pedro demorou um pouco mais para crer na ressurreição de Jesus Cristo e sua crença aconteceu na casa de um centurião romano, um  gentil (pagão),  e este fato assinala a salvação de Deus para todos, desde que haja prática da justiça. Pedro se converte numa casa, mostrando a importância de nossas comunidades eclesiais de bases.
  • Discípulo Amado: O discípulo amado é aquele que vê e já acredita na ressurreição de Jesus Cristo e entra na dinâmica do "VINDE, VEDE, ANUNCIAI". Este discípulo mergulhou mais rapidamente em Jesus Cristo e nos revela que existem pessoas capazes de escutar o kerigma e anunciá-lo sem problemas.
São três tipos de testemunhas; e diferentemente, de acordo com sua maturidade de fé vão se conscientizando sobre a ressurreição de Jesus Cristo. Uns demoram mais, outros menos, mas na verdade, elas creram e trabalharam evangelizando os povos, colocando como base a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.

Padre Luiz, fc.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog