quinta-feira, 28 de abril de 2011

O QUE DEUS ESPERA DE MIM?

"Eis que venho para fazer a vossa vontade. Eis-me aqui Senhor, que queres de mim? Já me respondestes, destinastes-me aos vossos filhos mais queridos, à parte preferida de vosso rebanha" (Padre Anizan) 
"Meu Deus, eu quero o que vós quiserdes. Eu não sou nada, não colho nada de mim mesmo, mas Senhor, eu amo-vos. Deus, a vontade de Deus, eis tudo. Que importa amanhã, que importam os sofrimentos, que importa a inutilidade, que importa tudo, o importante é que a vontade de Deus se cumpra"
(Padre Anizan)


Para o padre Anizan, esta indagação "O que Deus espera de mim?" o acompanhará para toda a vida. Jean-Emile Anizan (padre Anizan), apesar de pertencer à classe média, sempre ficou irrequieto ao olhar a situação da grande maioria da população, composta de pobres e trabalhadores. Seu contato com os trabalhadores na fábrica de gás com grandes focos de insalubridade, deixava-o entristecido, pois em seu íntimo, a justiça tocava o coração.
Padre Anizan achava-se na obrigação de fazer algo para este povo pobre, trabalhador e sofrido e assim o fez. Primeiramente, colocou Deus e sua vontade acima de tudo, condenando aqueles que adoravam o deus-dinheiro. Com o uso da não violência, auxiliou os trabalhadores de sua época, evangelizando-os e os tornando evangelizadores. Ele sabia o que Deus esperava dele e aceitou a missão, apresentando a todos Deus misericordioso e caridoso, preocupado com a vida e fazendo opção preferencial por aqueles que tem a vida ameaçada de sucumbir.
Foi servindo aos irmãos que padre Anizan glorificou a Deus e ainda hoje, 92 anos depois da fundação de nosso Instituto, o desejo do padre Anizan não é ideologia, mas uma missão a ser vivida.


Padre Luiz,fc


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog