terça-feira, 27 de setembro de 2011

Despejo no Jardim Santo André.

Eu, o padre Mahon, e os advogados Dr. Eduardo Leite e Dr. Basso tentamos ajudar os moradores despejados no Jardim Santo André, área da rua dos Missionários. Achamos errado o seguinte procedimento, por parte de nossas autoridades:

A juiza da 6a. vara cívil, Doutora Luciana, decidiu judicialmente (este documento temos em mãos) que os moradores somente poderiam ser retirados de suas casas, caso houvesse um lugar satisfatório para as famílias morarem. No dia, não haviam representantes da prefeitura de Santo André e nem do CDHU para comunicar-nos o lugar que as famílias seriam levadas, e esta medida é contrária à decisão judicial.

Por conta deste procedimento, a comissão de Direitos Humanos da OAB e nós padres condenamos a prefeitura de Santo André (prefeito Aidan Ravin e secretário municipal de Habitação, Frederico Manone) e o governo do Estado de São Paulo (governador Geraldo Alckmin e diretores do CDHU). Atualmente, 27 famílias da Rua dos Missionários estão sem lar, não sabemos onde estão vivendo e fica aqui registrado o nosso protesto.
Está no hora de banir pelo voto, estes maus políticos. Eles são maus pastores e vai chegar o dia em que eles estarão frente a frente com Deus, e neste momento não adiantará títulos de doutores ou ter dinheiro. Deus pedirá contas aos governantes sobre o bem estar destas famílias desapropriadas.


Padre Luiz, fc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog