sábado, 3 de setembro de 2011

Correção Fraterna

O assunto do Evangelho (XXIII domingo do Tempo Comum - Ano A) quer nos ensinar sobre a correção fraterna.
Todos nós somos responsáveis uns pelos outros e como o ser humano falha, não podemos ficar omissos diante do erro cometido. É possível conhecermos pessoas que traem uns aos outros, que roubam, cobiçam as coisas alheias, falam que amam o seu semelhante, mas vivem de modo contrário, enfim, são muitos os equívocos e não podemos ficar calados. Diante de situações problemáticas, o Evangelho de Jesus Cristo (Mt 18, 15-20) nos guia a corrigirmos o semelhante de modo fraterno. Não precisamos chamar a atenção de alguém em público, pois a reação pode ser truculenta também.
Pelo contrário, converse isoladamente com a pessoa, somente depois e sem fazer alarde fale com a assembleia e nunca tente colocar mais "lenha na fogueira". O Evangelho pede que sejamos perseverantes e ofereçamos todas as condições possíveis para a pessoa se converter.
Observo atualmente uma certa "onda de provocações", as pessoas não tem tanta paciência, discutem entre si, mesmo comungando Jesus Cristo Eucarístico. É um erro, e na minha opinião é pecado porque desejamos ofender e vilipendiar o próximo, também Imagem e Semelhança de Deus. Não serve aquela desculpa que afirma: "Sou assim e pronto". Quem afirma assim está acomodado e cada qual deve buscar melhorar sempre pessoal e comunitariamente. Por isto, somos responsávies uns pelos outros e quando defendemos o outro e não falamos ou praticamos o mal, a pessoa vive melhor, a comunidade floresce e a sociedade ganhará, pelo fato de seguir a Boa Nova do Reino, capaz de ajudar-nos na correção fraterna.

Padre Luiz, fc



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog