terça-feira, 17 de maio de 2011

CDHU E O PROBLEMA DA MORADIA.

Novamente, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) vem tirando o sono de muitas famílias moradoras no Jardim Santo André. Com a alegação de que elas vivem em áreas de risco e precisam sair, esta companhia vem promovendo ameaças de despejo e este fato chegou a nós, padre Mahon e Luiz, fc na paróquia São Geraldo.
Pelas informações que nos chegam 11 famílias situadas na rua dos Missionários estão ameaçadas e outras 35 famílias da Gregório de Matos, núcleo Lamartine também estão na mesma situação e no total 543 famílias deverão ser removidas. Um advogado contratado pela CDHU, Vitor Custódio Tavares Gomes, apresentou a documentação e nós padres estamos estranhando algumas decisões.
Algumas situações que desejamos ver esclarecidas:
  1. A CDHU diz que deseja remover as famílias para realizar obras e depois realocar estas famílias. Desejamos conhecer este projeto de habitação e quanto tempo levará para as famílias estarem em seus novos lares. Até agora, nenhum projeto habitacional foi apresentado.
  2. O Jardim Santo André está próximo do rodoanel Mário Covas e este fato encarece em demasia os preços de imóveis tanto para venda como para locação. Será que o CDHU deseja fazer especulação imobiliária nesta região, construindo nestes locais condomínios de luxo?
  3. A CDHU disse que as famílias situadas próxima à caixa d'água do SEMASA vivem em áreas de risco. Então o reservatório de água também  está em área condenada. Porque os moradores precisam sair de suas casas e o reservatório pode permanecer no local?

Infelizmente, os ricos desejam impor sua vontade e não estão olhando as consequências que virão aos pobres. Nós, padres Luiz e Mahon, não podemos ficar de braços cruzados e estamos lutando com o povo, contra o CDHU. Seguimos Jesus Cristo, Pai nosso dos pobres e Deus dos oprimidos, e queremos ver o nosso povo vivendo com dignidade.
Somos contra o CDHU nesta realidade descrita, não apoiamos o governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin, e caso a prefeitura de Santo André esteja apoiando o governo estadual, também criticamos os nossos governantes municipais.
Continuamos mobilizados e quaisquer ação impetrada contra os moradores do jardim Santo André será uma ação contra nós, padres da Igreja Apostólica Católica Romana.

Padre Luiz, fc 

Um comentário:

  1. Segundo noticia do DGABC edição de hj, o governador Alckimin, amanhã estará na cidade para liberar recursos para o CDHU do Jardim Santo André. Serão construidas 2.200 unidades, mas não são citados prazos nem preços.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog