sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

SAN JUAN DIEGO (11 de Dezembro)

Juan Diego, natural do México e viveu de 1474 a 1548, pertencia à mais numerosa e baixa classe do império azteca e era um índio muito pobre. Ao pé do monte Tepeyac, ele teve uma visão pela qual Nossa Senhora aparecia a ele, pedindo que o indígena fosse conversar com o bispo para erigir uma Igreja neste monte. O bispo da diocese, João de Zumarraga não dava ouvidos a Juan Diego e depois de tanta insistência por parte do nativo, o episcopo concordava com tal pedido desde que houvesse uma prova capaz de provar a aparição da Virgem Santa.
Durante este período de busca pela prova, o tio de Juan Diogo caiu enfermo e esteve à beira da morte, porém, com a intercessão de Nossa Senhora, Deus providenciou a recuperação de sua saúde e por fim, de um lugar árido e castigado pelo inverno, nasceram rosas vermelhas dadas por Nossa Senhora de Guadalupe ao indio a fim de que fossem apresentadas ao bispo.
Quando Juan Diego chegou na Igreja, o bispo não acreditava no surgimento de alguma prova. Foi neste momento, com a Igreja lotada que Juan Diego entregou as rosas (flores impossíveis de serem colhidas no México, principalmente no inverno) no altar e no tecido estava estampada a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe.
Desde então, a devoção à Nossa Senhora de Guadalupe cresceu e hoje na cidade do México - DF, é o maior gesto devocional do continente americano. A Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe se situa na cidade do México e está erigida na praça Pan-Americana.
"Ó Deus, que o exemplo de vossos santos nos leve a uma vida mais perfeita e, celebrando hoje a memória de San Juan Diego, imitemos constantemente suas ações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog