sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Zumbi dos Palmares (20 de Novembro)

Zumbi nasceu em Palmares (Alagoas) no ano de 1655. Ele foi capturado e entregue a uma missionário português com 06 anos de idade. Como nome de batismo adotou Francisco, recebeu os Sacramentos e aprendeu português e latim. Ao tentar ser aculturado pelos portugueses, Zumbi escapou e retornou ao Quilombo usando suas habilidades aprendidas e aos 20 anos era conhecido como um bom estrategista militar.
O Quilombo dos Palmares era uma organização forte, capaz de fazer resistência aos poderosos da época. Numa tentativa de ter paz com o Quilombo, a coroa portuguesa propôs um acordo desde que os negros submetessem à coroa portuguesa. Ganga Zumba estava disposto a aceitar, entretanto, Zumbi não aceita este acordo e chega à liderança do Quilombo dos Palmares. Não se tem provas, porém, alguns historiadores afirmam que Zumbi assassinou Ganga Zumba.
Continuando a tensão entre monarquia e o Quilombo dos Palmares, uma missão comandada militarmente por Domingo Jorge Velho em 06/02/1694 destrói a capital de Palmares e fere Zumbi. Depois Antonio Soares é traidor de Zumbi, tramando para que os soldados liderados pelo capitão Furtado de Mendonça matem Zumbi no dia 20/11/1695.
Para intimidar os possíveis resistentes, os militares cortam a cabeça de Zumbi e colocam-na no poste mais alto da cidade e além disto, este gesto deseja desvalorizar a crença dos negros na imortalidade de Zumbi.
Olhando a história, observamos que Zumbi está vivo, nas manifestações populares dos afrodescendentes e em cada missa rezada, bem como na valorização cultural afro o reino de Deus também acontece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Bate Papo no Blog